27.11.09

Acredita no componente sorte?


Você acredita no componente sorte da vida?

Eu até queria acreditar. Até mesmo! Juro com dois beijinhos nos dedos em cruz levados até à boca. Sabe, é tão mais fácil querer crer que o destino pode ter um “quê” de aleatório. E um alfabeto inteiro de imponderável. Mas não acredito! Ou se venho a vacilar por um instante específico, a sensação bate as asas assim que a energia psíquica começa a bombear o cérebro. Pelos neurônios ululantes: eu tenho um penso! E o penso ainda pensa!

Também não acredito no fatalismo que tantas vezes se encerra na palavra destino. Muitas e muitas pessoas usam o vocábulo destino para, na realidade, expressar a idéia de que tudo está consumado. (Oi!?) Com essa vida dinâmica que a gente leva - em terra e até nas dimensões do inimaginável (alô além!?) - como é possível definir-se maktub? (vai ao Google atrás dessa filhotinho! Aumenta sua carga escolástica com um exercício meramente dáctilo!).

Prefiro crer que os meus dias já foram escritos e que existe alguém (Deus) que sabe muito bem onde vou chegar. Esse meu caminho é feito de escolhas (que eu mesma fiz ou que alguém, por algum motivo, teve que fazê-las por mim). E também é feito de algumas surpresas preparadas por esse mesmo alguém (Deus) para que as minhas escolhas (e as escolhas que fizeram por mim) tomassem o rumo necessário. E por necessário eu não me refiro a sempre o caminho mais colorido e atraente, com estradas feitas de nuvens. Na dor a gente aprende "zilhões" de vezes mais e bem mais rápido, porque ninguém gosta de sofrer. Não é atraente, mas é tantas vezes necessário, mesmo parecendo uma grande injustiça... (Se entre nós houver algum masoquista, por favor, não se sinta ofendido ou excluído. Somos um grupo eclético e é bom que se tenha um discurso que foque a maioria. Embora as exceções sejam também muitas vezes celebradas. Nem sempre).

Oi!? Onde estava? Isso tudo para dizer que nesse final de semana eu tinha dois caminhos pela frente: arrumar as malas com toalha, travesseiro, lençol e toda a parafernália para ir com os amigos para um hotel colonial numa cidadezinha aqui perto (que eu já havia pago)... OU... Ir para Paris na companhia de uma pessoa especial. O que você acha que eu vou fazer? NENHUM DOS DOIS!

Você vai pensar: WHAT!? Como assim, louca?! Explico, tenha calma! Fui a um jantar de negócios e ao fim da noite sortearam uma passagem para Paris com direito a um acompanhante. Eu e meu amigo na hora, ao mesmo tempo, combinamos que se um ganhasse, levaria o outro. Com duas vezes mais chances de ir, quem levou a barbada foi a loirinha que já conhecia Paris. BOOO! E ao chegar em casa, quando já estava atracada a roupas, cremes, shampoo e sandálias, a Onça diz que a viagem havia sido cancelada por motivos de força maior.

Se eu fiquei com cara de tacho?! HAHAHAHA Claro que não, né gente!? Esses pequenos acontecimentos só servem para dar um pouco de movimento à existência. Expectativas servem para isso: acelerar o coração, causar palpitações. A alegria tem que estar na pauta do dia de um lugar chamado mente e tem que estar presente no pulsar do coração! Vou à praia, vou à Petrópolis, vou ficar em casa dormindo ou vendo um bom filme, vou atrás do destino descrito para mim. Nada está escrito e tudo já foi consumado. Agora é a hora de viver e deixar-se viver com aquilo que é necessário.



O Baloo cantou para Mowgli (e o meu chefe cantarolou hoje na redação): Eu uso o necessário // Somente o necessário // O extraordinário é demais // Eu digo necessário // Somente o necessário // Por isso é que essa vida eu vivo em paz...

4 comentários:

J25 disse...

você, um dia desse que ficou para traz mim disse: Todas as coisas colaboram para o bem daquele que amam a Deus... acredito nisso piamente (expressão muito usual por aqui) Muitas vezes quando as coisas não dão certo conforme planejo, lembro que vai ficar melhor porque Ele "Deus" esta no controle e a vida é regida por ele. Lendo esse post recordei dos livramentos e ainda dos monentos bons que aconteceram quando o que estava planejado não deu certo.
Fique com Deus e curta o fim de semana que Ele reservou para você...
Bjos

Saulo disse...

Gente... havia esquecido num cantinho da memória essa canção!! Quanta sabedoria... para crianças e para adultos!

Bibi disse...

saulo, lembrei porque o meu chefe estava cantarolando ela na redação! hahaha

Bibi disse...

j25: Você sabe que depois compreendi piamente o motivo de não ter sido sorteada? Foi bom? Não. Foi justo? Não. Mas foi o melhor... E assim a gente segue!