8.3.12

Fazendo o bem

Amo escrever. Fato (dãaan, rs). Mas aprecio também dividir histórias já escritas. Principalmente se o enredo for altruísta e incentivar ações positivas em cada um de nós. Assim, acabei chegando a um fato narrado pelo Marcinho Damasceno, empresário de várias stars.







"Há alguns dias, o casal Eduardo Menga e Bianca Rinaldi, que conduzem a ONG “Eu Quero Viver”, foi informado que o garoto Luis Gustavo Vianna, de 10 anos, portador de MPS, estava muito mal de saúde e ficando tetraplégico com alta possibilidade de morrer por asfixia e que há dois anos ele esperava por uma cirurgia de descompressão da cervical diagnosticada e aprovada pelo INTO (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia) -  considerado o mais bem equipado hospital do Brasil para esse tipo de cirurgia.


A Bianca, preocupada com o caso, entrou em contato com a geneticista que acompanha o Luis Gustavo para verificar a história e a médica informou que o garoto já deveria ter sido chamado, porque não estava mais na "fila". Porém, alguns processos burocráticos estavam pendentes e ela mesma não sabia quais eram.


Mesmo com o Eduardo achando que não iriam resolver a situação, Bianca insistiu e juntos decidiriam ir ao INTO... Logo no inicio da manhã de ontem, chegaram à portaria do hospital, procurando falar com alguém que pudesse resolver a questão. “Quero falar com o dono”, Bianca disse na recepção ao se apresentar. Não explicou os motivos, disse, apenas, que queria falar com o diretor geral do INTO. Depois de algum tempo, foram conduzidos até o andar da direção do hospital. 


Munidos de informações, prontuário, bastante documentação, o casal explicou porque estava lá. E logo uma médica apresentou a solução: "em instantes tudo será resolvido". E para surpresa do Eduardo, tudo foi mesmo resolvido! A consulta pré-operatória será na segunda-feira, 12/03, e a cirurgia em 20/03. Eles têm tudo por escrito e assinado.


Moral da História? Ao invés de muito felizes, ficaram é preocupados: "como fazem as outras pessoas meu Deus? Como deve ser para uma mãe, como a do Luis Gustavo, que vai ao hospital inúmeras vezes na esperança de salvar a vida do filho e não consegue, por não dispor de ninguém para representá-los?" 


Que país é esse que dois anos de espera, sofrimento e uma quase perda de vida, se transforma em 5 minutos de solução, porque alguém conhecido soube, de certa forma, intimidar ao cobrar seus direitos? Precisamos pensar, agir e mudar isso! Quietos, estaremos praticamente nos condenando à morte! Temos que falar com o "dono" deste país! E quem são os donos do Brasil, afinal?


Para saber quem é o Luis Gustavo, clique no filme do site www.euqueroviver.org.br/ Ele já recebeu a noticia e está muito feliz! 


Nenhum comentário: