17.8.09

Meu iaiá, meu ioiô


Você já reparou como alguns ícones ganham uma capa do tipo variável? Ora são o cúmulo daquilo que é brega, ora ganham status de persona/obra a ser cultuada... Nem sempre, mas de repente... Estão lá marcando território quer no limbo do luxo, quer na lama do lixo.


Por que estou falando nisso? Claro, historinha. Semana passada comecei a rabiscar uma poesia e estava achando que eu carregava demais na tinta, estava com medo de escorregar legal para o brega. Como não tenho muitas medidas, fui pedir ajuda a quem entende do babado. Não do babado brega, mas das poesias que nos tiram do chão sem que corramos o risco de escorregar para qualquer canto que não seja a apreciação do belo (não o cantor, só para deixar claro, está em letra minúscula). Mandei o texto para o e perguntei: “Isso está muito Wando?”. Temerosa, eu até achei que estivesse, mas ele disse que estava bom. E acrescentou que o cantor morava em seu bairro (a vizinhança deve ser animada, não? Gostei de saber). E pensei: “Menos Wando, melhor, certo?”. Nem sempre...


Nessa mesma semana fui visitar o blog da minha amiga Lilica, que trazia um post muito interessante:


(Perguntaram ao Wando)

Cinco melhores lugares para fazer amor:

1 – Na cama. Porque é sempre bom.
2 – No chão. Adoro.
3 – Dentro do automóvel. Motel está muito caro.
4 – No barco, no meio do mar. É lindo. Uma noite com lua.
5 – Na casa dela. A sogra no quarto. E eu e ela na sala, aquele frisson. É ótimo.

(Retirado da revista “O Globo” do domingo, 09/8/09)

Os comentários do post:

Bibi – Ui!

Lilica – Tem coisas que só o Wando faz por você!

SambeiraWando é ídolo!

Lilica (O melhor comentário, na minha opinião) - Gosto que Wando é um homem que acha motel caro, mas tem barco para fazer amor...rs


Pois é, gente... Ai lembrei que EU já passei um réveillon com Wando! Foi isso mesmo. Era noite do dia 31 de dezembro e estava euzinha chegando ao apartamento de Narcisa Tamborindeguy e dou de cara com o ídolo, primeiro a chegar à festa (ele e seus lábios que deviam constar no Guiness como a maior beiça brasileira!). Claro que me senti numa espécie de túnel do tempo, de volta aos Anos 80. Por que? Porque entre os 20 discos evangélicos que a minha mãe tinha na nossa antiga casa, havia um LP do... Wando! Vai entender?! Wando é ídolo! Só não me façam atirar a calcinha! No way!

9 comentários:

Eliane Santos disse...

Peraí, Wando e Narcisa na mesma festa? Numa festa de fim de ano?
Como foi o seu ano?rs
Jesus.. muitas emoções...rs
bjs e brigadim pela citação..
O etverdade.blogspot.com tenta sempre animar seu dia....rs

Bibi disse...

hahahahaha Eu e a Diana ainda ficamos presas no elevador com aquele irmão do jogador Edmundo, sabe? Aquele que saía sempre nas páginas do jornal? Pois é...

Professor Xeo disse...

Peraí, Bibi. O final do texto ficou um pouco ambíguo: entre os LP's que sua mãe tinha, todos evangélicos, havia um não evangélico do Wando ou o Wando tem um LP evangélico, hehehehe?

Vivi disse...

Ai, que medo qnd vc contou que passou o réveillon com ele. Achei que vc fosse dizer que foi em um barco.

Bibi disse...

hahahhahaha Não Vivi! Pior, o barco foi com o Latino! Mas não teve nada a ver com as declarações de Wando! hahahaha Mas essa é uma outra história!

Professor Xeo: hahahah Só louco!

valmir disse...

Ouvi Wando ao som de axé na Bahia. Não é que dá samba?!

Bibi disse...

Val: Juraaaaaaaaaaaa? Por isso que eu digo: Salvador é um lugar estranho, muito estranho... Tudo lá tem sabor diferente!

Saulo disse...

Esta é pra vc cogitar a hipótese de jogar o absorvente ao invés da calcinha...: "Você é luz, é raio, estrela e luar!... meu iaiá, meu ioiô!"

Bibi disse...

Saulo: isso eu deixo para aquela nossa amiga do post do vestido a vacuo!