12.5.12

Faça Seu Mundo Melhor


Dia desses chegou pelo correio mais uma surpresa. Das boas. Oba, oba! Abri com muito cuidado e nem precisei me esforçar  para ficar agarrada ao conteúdo. Eram dois livrinhos infantis, coisa mais linda de se ver, mandado por suas autoras diretamente para a minha Caixa do Correio. Chegou há algum tempo, é verdade, mas eu estava querendo soltar a notícia numa data que me parecesse muito especial. Chegou! 
Quem compra os livros infantis afinal? As mães! A minha, por exemplo, têm o hábito de me dar alguma coisa bem no Dia das Mães. Aniversário e Natal passam batido! hahahaha E, para reforçar a minha ideia de que sempre é hora de presentear com um bom livrinho, essa semana mesmo a Shemesh contou toda alegre que ganhou alguns livrinhos para a biblioteca da Dona Gostosa. Ela tem só 2 meses!   
Então lá vai a dica: Faça Seu Mundo Melhor é uma coleção com seis livros escritos por Roberta Ribeiro e Ruth de Souza que visam estimular a imaginação e os pensamentos felizes. O conteúdo  possibilita que a criança tenha uma vida mais leve, além de ter como objetivo a melhoria da autoestima, dos relacionamentos e da aprendizagem. Ganhei dois exemplares, esses que coloco a imagem no post
Livros mudam pessoas e pessoas mudam o mundo. Criar o hábito de ler com os pequenos além de reforçar um laço importante, estimula a coisas boas, aguça a inteligência, incentiva a imaginação. Aliás, o que são as ilustrações desses livrinhos? Uma graça! O ilustrador chama-se Paulo Pivato.  
Assim sendo, se você é uma Mamãe como a minha, presentei com livros. Leia com a sua criança. Faça a diferença. Crie laços. Forme um cidadão. Esse será positivamente estimulado a ser feliz.


O livro mostra à criança como funciona o processo do pensamento e do sentimento e como eles influenciam nossa vida. As crianças aprendem que pensamentos legais, alegres e divertidos tornam o dia a dia mais fácil de ser vivido.


O livro ensina as crianças a aceitarem suas famílias como são. As ilustrações e textos mostram que cada família é diferente e que, ao contrário do que algumas crianças pensam, a diferença pode ser até divertida. A partir da aceitação da própria família, inicia-se um processo de aceitação de si mesmo, alimentando a auto-estima e as relações mais amorosas entre os familiares.

2 comentários:

Wating disse...

=D

Os livros devem ser incentivados desde que os filhos ainda estão em nossa imaginação.
Biblioteca aqui precisa crescer ainda mais! Em 2 meses todos os livros já foram lidos e relidos :P

Vou acompanhando bibi, seus comentários e seus posts, mas as vezes, com as mãos ocupadas, rsrs, fica difícil responde-los!!

AMO!!

Beijokas.

Line

Bibi disse...

Já tem dois novos aqui esperando uma visita oportuna para mudar de casa! Te amo, te entendo :)