15.4.10

Corujas

Essa foto é de Raphael Zanetti.
Encontrei um registro que ele fez há séculos e postei com crédito no BibideBicicleta. Tempos depois, ele apareceu por aqui e gostou de ver seu trabalho creditado. Resultado: me deu o endereço do seu flickr e me deixou a vontade para escolher outros registros. Tem muita coisa bonita lá, mas a foto aqui estampada ilustra bem o meu começo de dia...
Lugares conhecidos muitas vezes parecem
apenas sonhos distante que olhamos pelo "buraco da fechadura".
Sonhei que eu domesticava duas corujas selvagens. Uma delas era do tamanho e peso de um gato gordo. As duas eram ariscas e em busca de comida e conforto entraram na minha casa e em sinal de confiança ficavam cada uma em um ombro meu. No começo eu sentia medo, mas no fim do sonho, a relação que se estabeleceu era de amizade, uma naturalidade estranha. Fazia tempo que eu não sonhava...

3 comentários:

LuisPaulo disse...

Adorei a reflexão!!!!

Bibi disse...

Querido! Tava sumido! Ainda bem que vamos nos ver :)

Luke disse...

foda!