18.12.09

Diálogo


- O que você tem?

- Eu mesma não sei...

- Talvez não esteja fazendo as perguntas certas para você mesma.

- Talvez não esteja simplesmente entendendo as respostas.

- É uma possibilidade.

- Pode ser.

- Então?! Pode ser...

- Por que nós falamos tando no condicional?

- Talvez seja porque nos escondamos de nós mesmos e um do outro.

- Talvez porque a necessidade de agradar seja tanta e se tem medo de errar ao tentar fazê-la.

- Pode ser.

- Tudo pode ser e nada é.

- A vida não é concreta.

- Nem as nossas atitudes são sempre racionais.

- Muitas vezes uma mentira pode ser melhor que uma meia verdade.

- Só me interesso por mentiras sinceras.

- Só me interesso por aventuras reais.

- Você é como o sol e eu, como a lua.

- Então a gente se encontra no próximo eclipse...

- Para observar as estrelas?
- A estrela é você.

...

4 comentários:

fernando disse...

Os eclipses parecem ocorrer com um espaçamento maior, nestes tempos modernos.
Gosto de diálogos, afinal, este foi o método mais eficaz encontrado por Sócrates e seguido por Platão, para refletir, sobre sta vida nada concreta, citada por ti.
Fiquei com uma dúvida, a vida não é concreta ou nós é que exigimos metafísica demais em sua interpretação?

Bibi disse...

Fernando: Gosto de diálogos, de ouvir o outro e refletir, de falar com o papel, de ler. Tud pode virar reflaxão das boas, mas vc tem que se dedicar àquilo que faz segundo a regra do jogo, não é?

Pois é, eclipses cada vez menos frequentes em toda a sua bleza e potencialidade. E infelizmente não é coisa da natureza divina, mas da humana.

A vida é um somatório em equilíbrio de coisas que a gente, cada vez mais, deixa de perceber! Mesmo os mais atentos e até os mais sensíveis.

Ivy Farias disse...

Nossa, se fosse comigo eu casava e fazia este cara feliz pro resto da vida.

Bibi disse...

Ivy: Eu tb faria... Com toda a certeza lógica e emocional!