12.2.12

RIP Whitney Houston


Eu fico muito, muito triste com a morte dela. Durante a minha adolescência fui fã+. Tive vários CDs e livros tipo seriados que contavam sua trajetória. Tinha 16 anos quando ela veio ao Brasil, fazer o show do Hollywood Rock na Praça da Apoteose, Rio. Minha Mãe não me deixou ir sozinha, claro. Vi pela TV, resignada. Fiz da cama a minha arquibancada. Cantei TODAS as músicas. Gravei o show e revi tantas vezes até a fita estourar. Fiz o mesmo com O Guarda-Costas, talvez o filme que mais tenha visto na vida. Paixão adolescente, coisa intensa. Whitney foi uma inspiração para eu cantar na igreja. Assim ela também começou. Foi abençoada com um dom raro, onde a técnica estava a serviço da emoção e não da plasticidade apenas. Sensível, se deixou levar por coisas que nos são lícitas, mas não nos convém. Acompanhava a derrocada de alguém que admirava, torcendo sempre por uma recuperação. No fundo do coração, o desejo de um dia poder estar na plateia de um dos seus shows, como fiz com Bon Jovi, Elton John, Phil Collins, Joss Stone, Stevie Wonder, Mariah Carey, Celine Dion, Rolling Stones era real. Achava que ela fosse voltar, como muitos voltaram. Não deu.


Meu primo MA resumiu bem a história, transcrevo aqui:


Muito triste o fato da cantora Whitney Houston falecer, mais ainda pelo fato das drogas serem talvez o "meio" que findou a sua precoce morte. Famosos e não famosos nas calçadas da vida também tiveram este mesmo e lamentável fim. Há quem sente na curva sem esperança alguma e nunca mais levante e siga adiante. Em momentos que a morte se faz tão presente lembro apenas de um amigo que lutou contra um câncer e em momento nenhum ele falava ou aceitava a morte, porque vivia dizendo, sorrindo e sereno, que ainda tinha muitos sonhos a realizar. Infelizmente este amigo já faleceu, mas o seu otimismo ainda vive em mim. 


Whitney Houston foi um dos artistas mais bem sucedidos do mundo da música, tendo vendido mais de 200 milhões de gravações em todo o mundo com 415 prêmios conquistados em sua carreira até 2010. Ninguém com um mínimo de sensibilidade não se emociona quando a cantora, numa pequena pausa, solta o seu vozeirão na música "I will always love you" - tema do Filme "O Guarda Costa". 


E a vida segue e eu deixo aqui escrito neste dia de domingo na sua ausência sentida um trecho desta mesma linda música que diz nas palavras e na bela voz da Whitney Houston a seguinte mensagem: 'Espero que a vida te trate gentilmente/ E eu espero que você tenha tudo que você sonhou / E eu desejo a você, alegria e felicidade... Mas, acima de tudo isso, eu te desejo amor'. 


Vai em paz Houston e a gente segue adiante te escutando sempre.   

2 comentários:

Saulo disse...

I look to you!...

Bibi disse...

;)