9.1.10

Cartola e Herivelto


No que se apresenta / O triste se ausenta / Fez-se a alegria/ Corra e olhe o céu / Que o sol vem trazer / Bom dia


Quando o infortúnio nos bate à porta / E o amor nos foge pela janela / A felicidade para nós está morta / E não se pode viver sem ela / Para o nosso mal não há remédio coração

8 comentários:

Saulo disse...

Adorei a minissérie Dalva e Herivelto.. me fez lembrar de nossas viagens de família e recordar nossas tias empolgadíssimas cantando aquelas canções! Sem contar o fato de que percebi que também sabia a maioria das letras... rsrs

joseluis disse...

achei a serie otima
e guerrinha dos dois pelas musicas entao...

Bibi disse...

Saulo! Falei exatamente isso para o Zé! Que as nossas colegas de trabalho, ou melhor, de excursão, cantavam essas músicas que a gente ouviu na minisserie! E como era bom! E como foi bom! E como continua sendo... Sabíamos pelo menos a melodia e quase todas as letras! hahahha

Bibi disse...

Zé: amei a serie de todo coração! Para mim, a Maria Adelaide seria imbatível com A Muralha, que foi o trabalho dela que mais me encantou at all... Mas dalva e Herivelto me pegou de jeito, assim como Queridos Amigos. Um dia faço um ranking.

fernando disse...

Esta canção é excelente,talvez seja a minha predileta do Cartola.

Bibi disse...

Fernando: acho que eu jamais saberia dizer das minhas preferências musicais. Sou absolutamente tomada por novas descobertas com muita frequencia!

LuisPaulo disse...

Tb gostei muito da minisséria D&H...Acredito que nossa vida é tecida com diversos fios, alguns delicados como o amor e a amizade, já outros são grossos como a raiva e o ódio. Enfim, todos emaranhados tecem a manta da nossa vida, assim como no mitologia grega as Moiras teciam o destino...

Bibi disse...

destino é um assunto tão controversso...