26.4.09

Pede

- Onde você está?
- Em casa. Futucando a unha, olhando o teto.
- Vai fazer alguma coisa hoje?
- Nada demais. Por que?
- Preciso de você. Vem ficar comigo?
- Claro! Onde você está?
- Perto.

Fala-se com palavras e sem elas. Fala-se até dormir. Busca-se no outro a paz. Para ficar em paz. Quem passa nunca passa sozinho. Que chega pra perto espalha o perfume do bem. Só quem pode ver o coração ideológico do outro sabe como ouvir com a alma; compreende além das palavras e tenta ver além do futuro imediato.

Precisa de mim? Pede. Um passo atrás do outro. Iniciativa e um pouco de calor. Falam-se segredos. Aumenta a responsabilidade de uma vida sobre a outra. Quando eu falo também me calo. Há saber no silêncio. Há espera no ar, embora a gente nunca saiba o que esperar. Eu espero a paz de criança dormindo. Eu espero que precises de mim. E que estejas perto no calor do conforto das palavras trazidas por quem tem sementes iguais.

Onde começa e termina o futuro? Começa e termina no instante infinito dessa amizade que não tem fim. Que bom que precisas de mim...

10 comentários:

Ana Martins disse...

Que bonito isso, Bia... muito bacana o que escreveu.
Demais essa: "Só quem pode ver o coração ideológico do outro sabe como ouvir com a alma"

Bibi disse...

Inspirações concretas!

jose luis disse...

a alma e suas indiscricoes
completamente transparente

Bibi disse...

Zé! Minhas palavras são transparentes quando ditas a olho nu. Minha poesia é o mosaico dos mistérios da minha alma. Sou mar aberto e sou labirinto.

Lucas Ferraz disse...

O legal de dialogar sozinho é que raramente a resposta te irrita....rs

Bibi disse...

Luke: não era um monólogo e nem um diálogo com meu interior. Essa conversa aconteceu. E eu fui até a pessoa que precisava de mim.

Saulo disse...

E seu eu precisar de vc?!... bjus

Bibi disse...

"E qdo precisar de mim, você me chama! Tá combinado assim, a gente não diz adeus, afinal eu sei que a gente ainda se ama..."

Alex e Vivi disse...

Eu preciso de vc! Vem?

Bibi disse...

VOOOOOOUUUUUU