12.6.09

Bumbum Relax


Já escrevi um texto aqui em que reproduzia a frase do personagem Pumba do filme "O Rei Leão", da Disney: “Lar é onde o bumbum descansa”. Parece bem simplistinha, mas seu sentido me agrada bastante. Quando estou em uma casa onde não me sinto 100% a vontade, é muito difícil do bumbum descansar, porque a gente capricha na postura e senta-se com certa cerimonia. Já reparou isso?

A Onça diz que eu sou "espaçosa" e que tenho facilidade de me adaptar muito rapidamente aos ambientes. Pode ser mesmo uma característica minha. Mas o meu bumbum sabe exatamente onde é o meu lar, a casa do amigo, um local de passagem gostosinho ou um lugar com cerimonia. Meu bumbum é sabido {risos}! E eu não tenho mesmo cerimonia. Se a pessoa diz: "fica à vontade!" Claro que eu não vou tirar a roupa e passear nua pela sala, como se fosse praia de nudismo. Também não é sinal para eu tirar o sapato – fato, aliás, que sempre tenho a tendência a fazer nas casas que deixam meu bumbum confortável. Os pés querem se libertar também. Sou limpinha, não tenho chulé. Também lá se foi o tempo em que o botão da calça jeans rangia pós-alimentação. Agora ele não se importa de permanecer na postura de lorde dentro da casa. O cabelo vai logo para o alto, preso com um prendedor ou uma caneta mesmo. O que estiver mais acessível.

E foi exatamente isso que aconteceu ontem à noite. Estava eu cedo em casa, depois de uma tarde maravilhosa. Já não havia sol, mas se na roça estivesse, as galinhas teriam começado a se recolher. E eu me recuso a ir deitar com as galinhas {hehehe}. Mas já rolava um pijamão, porque nesse frio não há uniforme melhor. Layout = zero; conforto = dez. Tédio me consumindo as veias e o computador a me chamar com seu canto da sereia "youtubensse". Uma visitinha no Orkut é de lei, quando... Vi o recado da Ka, minha amiga da época de colégio. Fomos unha e cutícula durante a oitava série e primeiro ano. Sério, nossa amizade foi {e é} uma questão inexplicável. Ela me escreveu cobrando uma visita à sua casa. Ela se mudou para o meu bairro e eu não conseguia me organizar para ir lá.

Sim... Confesso sob pouca tortura que estava com a tica. Uma ansiedade tamanha, que se me dessem um skate, eu chegava em Angra dos Reis. Se eu tivesse em São Paulo, chegaria no Guarujá; em BH, chegaria à Ibirité; Em Campo Grande, chegaria em Dourados; Natal, chegaria de skate até o arquipélago de Fernando de Noronha. Juro! Não discutam com uma mulher que está com a tica {by the way, a tica não é TPM, mas pode estar associada ou não}. Não foi preciso ir longe. Telefonei para a Ka e disse: “estou indo para a sua casa”. Ela ficou alegre, mas disse o tradicional: “não repara a bagunça”. E eu sou lá alguém de reparar bagunça? ! Affe! Meu quarto é o sumidouro. Só reparo se tem um lugar para eu sentar! Tinha sofá e cadeira. Pude escolher! Alternei. Levei Coca-Light e Batata Pringles {sem patrocínio, mas citando as marcas de que gosto} e fiz uma noite tão mimosa com a amiga de infância, o marido dela e os gatos. Não, não são os filhos. Quer dizer, são os filhos que fazem miau instintivamente.

Não precisa ser um Sherlock Holmes para descobrir que encontrei um lar e que meu bumbum ficou 'flopt' a noite toda. Não liberei nada indevido, apenas deixei-me cair em conforto. Ka e o Ric são duas pessoas extremamente inteligentes. Mesmo! É de impressionar. Mas muito mais que isso, o que salta aos olhos é a generosidade. Minha amiga da época de menina é a mesma amiga de hoje! Duas mulheres se reencontraram e se amaram como da primeira vez {pelo amor de Deus, não estraguem o momento pensando em alguma coisa que não seja absolutamente fraterna}. Fato é que saí de casa aos trancos e barrancos e para casa voltei nas nuvens: calma, tranquila e em novidade de vida. Lar é onde o bumbum descansa e onde o coração se abre sem medo e sem reservas para dar e receber.

6 comentários:

Saulo disse...

Adoro se desprendmento! Não tem mau tempo conigo... sempre pronta a estar com os amigos! Vem botar seu bumbum aqui tb!!

Bibi disse...

"É só chamar que eu vou" Só Deus sabe quando, mas vou!

Anônimo disse...

Chorei...que bom que vc pensa assim! porque é assim que tem que ser! Volte sempre que quiser. Seu bumbum é sempre bem vindo!

Bibi disse...

No woman no cry!

Luke pior que o Chandler disse...

Há muito tempo eu não pensava em tantas piadas ao mesmo tempo. E sei que vc estava pensando nelas tb quando escreveu o texto...

bumbum sábio? Meu Deus, alguém me segura pra eu não dizer nadaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!

hauhauah

bjo

Bibi disse...

Não diga! Pense, vc é livre para viajar no pensamento, mas não escreva.